top of page
  • Foto do escritorProjeto Transformar

Dia dos Povos Indígenas

O Dia dos Povos Indígenas é celebrado anualmente em 19 de abril. Tem como objetivo celebrar a diversidade cultural dos povos indígenas do Brasil, além de ser um momento de pensar nos esforços necessários para defender os povos indígenas e garantir seus direitos no Brasil.


O último Censo realizado no Brasil, em 2010, apontou que havia quase 900 mil indígenas no Brasil, sendo que, desse total, quase 600 mil viviam na zona rural. A diversidade cultural da população indígena brasileira é enorme, e a preservação dessa cultura e dos modos de vida dessas populações é algo que deve ser prezado.


Embora ainda seja entendida como uma data comemorativa, grupos que defendem os direitos indígenas entendem que o 19 de abril é mais um momento de reflexão acerca das condições dos indígenas no Brasil do que necessariamente um momento de celebração. Essa reflexão pode se dar de diversas formas.


Essa data pode ser um convite para conhecer a diversidade da cultura indígena; um momento para questionar e combater estereótipos; um momento para entender a luta indígena pela demarcação de terras; pode ser também uma oportunidade para entender as violências que essa população sofre em todo o país.


Quando surgiu o Dia dos Povos Indígenas?

O Dia dos Povos Indígenas surgiu em nosso país na década de 1940, sendo que sua criação tem relação com o Congresso Indigenista Interamericano, realizado em Pátzcuaro, no México, em abril de 1940. Esse evento reuniu autoridades de quase todas as nações americanas e estabeleceu uma série de recomendações que tinham como objetivo gerar maior atenção para as populações indígenas.


Esse evento realizou recomendações como a necessidade de garantir-se o respeito aos direitos dos povos indígenas no continente americano, sendo dever dos governos de cada país realizar ações para tanto. Além disso, uma das proposições foi a de criar uma data comemorativa para as populações indígenas na América.


Essa data a ser criada foi sugerida como Dia do Aborígene Americano, devendo ser celebrada em 19 de abril, porque foi o dia em que diversos representantes indígenas tomaram parte do Congresso em Pátzcuaro. A proposta foi acatada pela ditadura conduzida por Getúlio Vargas, o Estado Novo, e, em 1943, foi estabelecido o decreto-lei nº 5.540.


Esse decreto, emitido em 2 de junho de 1943, determinou a criação do Dia do Índio em inspiração ao Congresso Indigenista Interamericano. O documento escolheu o 19 de abril como o dia para a data. Dia do Índio foi o nome da data comemorativa até o ano de 2022.


Dia dos Povos Indígenas ou Dia do Índio?

Em 2022, um projeto de lei aprovado no Congresso Nacional foi sancionado pelo presidente. Esse projeto era o de número 5.466/2019, e sua aprovação deu origem à lei 14.402, de 2022. Jair Bolsonaro, então presidente do Brasil, determinou uma modificação no nome dessa data comemorativa, que passou a ser Dia dos Povos Indígenas. O dia de celebração foi mantido.


Essa lei se estabeleceu por meio do projeto de Joenia Wapichana, deputada federal de Roraima que é indígena. A justificativa para a mudança no nome da data é de que a palavra “índio” tem uma conotação negativa no vocabulário popular brasileiro, sugerindo algo “atrasado”, “selvagem” e, por isso, é considerada um termo preconceituoso pelos indígenas.


De acordo com o projeto, os indígenas preferem o termo “povos indígenas”, uma vez que se refere aos povos originários, os primeiros habitantes de um local.


Qual é a importância do Dia dos Povos Indígenas?

Como mencionado, o Dia dos Povos Indígenas é uma importante data comemorativa porque nos permite celebrar a diversidade cultural do Brasil e de seus povos originários, além de ser um momento para reflexão para que melhorias aconteçam nos direitos desses povos e para que o preconceito contra eles seja combatido. O órgão que cuida dos direitos dos indígenas brasileiros é a Fundação Nacional do Índio.


Entre elementos que dão importância à data, estão:


  • Celebrar os povos indígenas de formas não estereotipadas;


  • Combater preconceitos;


  • Conhecer mais sobre os diferentes povos e culturas indígenas;


  • Lutar pelos direitos indígenas;


  • Denunciar o genocídio indígena que aconteceu ao longo da história brasileira;


  • Pressionar o governo para acelerar o processo de demarcação de terras indígenas;


  • Denunciar crimes e abusos cometidos contra os povos indígenas, em especial por mineradores e madeireiros;


  • Lutar por mais políticas públicas em defesa dos povos indígenas.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page